domingo, 17 de abril de 2011

30.08.2009

Falo de quando o amor do outro acaba e o nosso sobra e, a gente simplesmente opta por seguir sem aquilo que o outro já não pode ou não quer nos dar; ao invés de relutar, de cobrar aquilo que já não nos pertence... Falo de consciência tranquila.

Um comentário:

Kakau Oliveira disse...

é, eu também falo ..