domingo, 22 de maio de 2011

12.04.2011

No reverso da sua poesia
que rima minha pele branca,
aperto sua métrica
em minha desarrumada cama;
E no seu colo prosa noite toda,
pra acordar enredo no céu da tua boca.

4 comentários:

airam disse...

Good text :)
Greets, i wait you!
http://www.motivaland.blogspot.com

Jenny Paulla disse...

senti-me em uma roda de ciranda.com o coração girando,girando,louco pra amar sem medo...
adoro quando as palavras simples causam tanto efeito.

Lalli Carvalho disse...

Uau, bastante intenso esse texto, hein?!
Adorei.
Beijão.

airam disse...

buena entrada!
Saludos :)