quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

26.12.2011 incompleto

O melhor que posso fazer é escrever que cada linha mudou o que sou desde o começo e até o ponto final tudo que foi dito será está sendo o meu mais precioso sentimento...

21.10.2011

Sabedoria para lidar com o que sou, para melhorar.
Força para caminhar sem me perder, ou não voltar.
Alegria para levantar mesmo com dor, e não parar.

domingo, 25 de dezembro de 2011

24.12.2011

Não sei o que me deu de ontem pra hoje, só sei que não foi sono!

08.11.2011

Não é porque você abriu os olhos que parou de sonhar, tão pouco porque você os fechou que morreu!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

12 e 13.09.2011

Meu Deus, como às vezes me falta sensibilidade para perceber o outro. Quantas vezes não disse ou fiz algo de extremo impacto na vida de alguém, que mudou completamente sua impressão a respeito das minhas sinceras intenções. Palavras e ações cuja força jamais terei noção. Lágrimas, dor, decepções incalculadas e, paralelamente, de tão fácil resolução, se abertamente conversadas! O mesmo se dá inversamente; quanto engano não levo comigo acerca dos outros? Que exercício difícil esse de não julgar, de não se precipitar na raiva, na ansiedade, no medo ou no prazer. Que tarefa mais delicada e indispensável a de se colocar no lugar do outro, respeitando as virtudes e fraquezas alheias, como se fossem minhas, porque, bem ou mal, elas também cabem e residem em meu peito.

domingo, 18 de dezembro de 2011

15.08.2011

Foi preciso fazer muito silêncio antes de te dizer tudo isso.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

19.06.2011

Quando eu escrevia palavra de doer

domingo, 11 de dezembro de 2011

Trecho de 11.12.2011

A culpa não é da vida que não é nada mais do que um dia atrás do outro, a culpa é minha é sua é da mãe é do pai, do filho e do espírito santo... Meu Deus, me diz que a vida tem jeito que não seja somente esse o do erro, da culpa, do sofrimento, da mágoa, do sentimento reprimido, dos sonhos despedaçados... Meu Deus, me diz. Porque quando eu digo parece mentira.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Trecho de 17.08.99

Mas hoje eu acordei com a palavra saudade no pensamento, com a sensação de que sentirei saudades em breve...

18.05.2011

A noite se mexe muito dentro da gente, até que amanhece!

23.01.2010

Ele agora falava de amor. Agora estava feliz por compreender certas coisas por um ângulo otimista e positivo. Havia esperança em seu peito, não de que algo bom e óbvio como encontrar alguém para viver junto estivesse prestes a acontecer, mas esperança de que o que está por vir é bom, é iluminado, é alegre... Ele passara a ver amor em tudo, até no que aparentemente pudesse fazê-lo chorar. Sabia que ainda sentiria dor, mas tinha uma certeza de que estava mais forte para aguentar. Ele não falava de amor somente, ele sentia amor rodeando-o. Ele sentia-se amado não exatamente porque ele sabia quem o amava, mas por algo invisível, que ele podia até chamar de Deus, mas que se ainda assim não fosse esse o nome, estava ali com ele, não ao lado, mas dentro!

domingo, 4 de dezembro de 2011

07.06.2011

Seguir, meu deus, ir sempre em frente, nessa dança de dormir tarde e acordar cedo... Um bailado às vezes tão sofrido, às vezes inesquecível. Porque no meio desse salão chamado vida o único par que nunca me deixou foi a solidão.