domingo, 1 de abril de 2012

Série Amor de Circo* - 5/7

Arrastei os dias nas costas, pedalando um monoclico com pneu furado. Suei frio de tanta mágoa, mas a cada pedalada as horas se enchiam um pouco mais de graça, tristeza levemente disfarçada. Quem via, sabia do número mal ensaiado. No entanto aos poucos aprendi as gagues e quando tinha sorte de você não aparecer na plateia, arriscava até acrobacia, que nunca foi meu forte. E com algum esforço até arrancava aplausos... Voltava pra casa com satisfação, que mesmo sem muito jeito, havia motivo para comemoração.

* Título provisório (trecho escrito em 18.02.2012 - versão de 07.01.2012).

2 comentários:

Gracita disse...

Olá...
Estou adorando ler esta série. Cada mais instigante. Tô parecendo uma criança... ansiosa pelo próximo capítulo.
Beijos carinhosos
Gracita

Parole disse...

Parece mesmo que tudo fica mais difícil quando "aquela pessoa" está na platéia...

Muito boa a história estou adorando.


Beijos