domingo, 6 de maio de 2012

29.09.2011

Adjetivei meu nome próprio para me tornar teu.
E uma vez junto a ti, me qualifico verbo
só para te ter meu sujeito.

Um comentário:

Aryane Pinheiro disse...

Lindo aforma como descreveu....nossaS constantes capacidade de sofrermos metamorfose em prol de alguém...issso é estar disposto...