segunda-feira, 4 de junho de 2012

26.04.2012

Apago toda palavra
Na tentativa de dizer
o que não sei exatamente
Entalado aqui entre
uma história não alimentada
e sua sequência póstuma
projetada.

2 comentários:

João disse...

O frio é dos poemas, meu caro. É o meio que eu acho de dizer o que ando pensando sobre o mundo. Ando me congelando. O rudimentarium sempre teve sua aparência fria e tals. Sei lá!

João disse...

acho linda a forma com que você junta as palavras. delicadamente. não te entendo muito bem, mas acho fascinante. é tudo muito intimista.