domingo, 12 de agosto de 2012

Pensamento intrusivo, TOC e afins

Não é isso que eu estou pensando. E mesmo não sendo, atrapalha tudo. Muda o clima, o ânimo, o humor. Eu penso e já vivo o que não é, talvez até seja, um dia, talvez nunca, mas só de pensar mudo o viver. Mudo o agir. Mudo. Penso e mudo tudo sem sair do lugar. Mudo as pessoas, inverto os papéis, condeno inocentes, destruo paisagens e se ninguém fizer nada a tempo para reverter a catástrofe do meu pensar, basta um telefonema, afundo junto numa realidade inexistente, porém potencial. Se não pisco, não me salvo, sigo sem freios insano numa história infeliz. Se não paro e penso melhor, não salvo as cores e os sorrisos, sigo cego e incontrolável devastando o que de fato é, para deixar no lugar o que nem depende de mim para ser.

* 07.01.2012.

Nenhum comentário: