quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Versão 05.09.2012 de 27.03.2007

Todos dias...

Quando ainda duvidava de que estar só não era tão mal. Quando resistia a voltar para casa enquanto não encontrasse quem correspondesse ao seu olhar. Quando não conseguia discernir o que era saudade, vontade de encontrar outra pessoa ou apenas fazer sexo. Quando o fim de semana parecia promissor mesmo que frustrante depois das 3h de sábado para domingo. Quando sair com os amigos não era tão interessante. Antes só, mas cheio de esperanças.

Sempre terminava de mãos vazias.

Nenhum comentário: