quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Versão 10.10.2012 de 08.07.2010

Eu não fui hoje para o dia,
mandei uma sombra,
um corpo vazio
e fiquei flutuando sobre a cama.
Eu não fui para o dia hoje,
fingi que estava presente
sorri por educação
só para não contrariar
e apenas balancei a cabeça
sem nenhuma animação.
Hoje o dia não me viu,
entrei mudo e saí calado.
Não questionei
ou tomei partido.
O que dependeu de mim
não se resolveu,
ficou lá esperando
eu decidir por não ou sim.
Quem sabe amanhã eu vá?

Um comentário:

João disse...

Simplesmente digno do meu silêncio. Me toca tanto, mas tanto, que não tenho mais nada a expressa: você já expressou tudo!