quarta-feira, 31 de julho de 2013

31.07.2013 ou

No tempo de um download enquanto a bateria anuncia seus últimos minutos de vida, o tempo de um ameaçando o tempo do outro, invento um poema, um parágrafo, uma sequência corrida de palavras... Uma experiência com o tempo que às vezes (pausa para assistir a uma aranha caminhando desengonçadamente pela parede do quarto. Sumiu da minha vista) deixo correr antes de dizer. O arquivo foi mais rápido, o texto perdeu um pouco o sentido, a bateria vermelha parece mais cansada que eu. A experiência me levou a...

Nenhum comentário: