domingo, 4 de agosto de 2013

Série O dia de hoje, a hora de agora - 1/8*

Estou ocupado com a dança no momento, por isso silencio. Também tenho saudades... Sabe, às vezes penso que separam as sílabas para mim. Às vezes tenho certeza que quando penso assim, é carência. Como não me sentir atingido? Como fingir não ser comigo? Mesmo quando não é, penso que seja e isso faz toda a diferença. Estou todo errado, sabe? Estou todo culpado, todo inviável, todo pela metade - ou menos que isso. Gostaria de te deixar uma frase de efeito, mas agora as ideias estão todas nos palcos, nas ruas, nos concursos públicos, nos congressos e no Mal. Quando elas voltarem, quando elas puderem, quando eu parar de culpá-las, te direi num colorido slow motion com selo full hd que muitas vezes junto as letras pensando em você.


* 04.08.2013, 04:02.

Um comentário:

Laisa Ferreira disse...

Sinto sua falta.
Digitei muitas outras frases e apaguei em seguida.
Talvez lhe pareça estranho, já que nem somos tão próximos assim. Mas sinto. Sinto falta de suas cartas-emails. De saber como você anda.
Culpei a faculdade, os projetos, o mundo todo pela minha "falta de tempo". Mas percebi que não faltava tempo. Faltava eu.
Decidi parar. Decidi me buscar no passado. No tumblr... no blog... Decidi voltar. E assim espero que você também volte. Espero te encontrar em sabe onde a gente se desencontrou.

Um doce beijo,