domingo, 20 de abril de 2014

Versão 20.04.2014 de 06.04.2012

Tenho medo da hora em que lembranças e fatos se misturam e a única coisa que consigo expressar é o olhar agudo e silencioso da interrogação.

Nenhum comentário: