domingo, 18 de maio de 2014

31.03.2014

Falhamos na capacidade de amar e passamos a transbordar impaciência, incompreensão. Adoecemos uns aos outros, sem pedir licença ou merecer perdão.

Nenhum comentário: