domingo, 12 de outubro de 2014

09.10.2014

Arrastou aquele pensamento consigo o dia inteiro, tão surdo de outra coisa que pensar. Deu-lhe alimento a todo instante. Tanto e da melhor safra de raiva, que ganhou corpo possesso, esse mesmo que o pensou. E agiu, sem pensar. Descontrolou-se como criança aprendendo a andar. Correu esbarrando onde pôde, ferindo e causando tumulto, tropeçando, não sabendo explicar-se, caiu!

Um comentário:

Simone Lima disse...

"Deus te livre de uma ideia fixa".
É isso mesmo, pensamentos sem rédeas fazem uma bagunça sem tamanho...Esse tanto ardeu, como coçou!!

Sr. Reticente, encontrei teu blog pelo da Gyzelle, q tbm é um dos que adoro visitar. Gostei muito daqui.

Beijoo'o
flores-na-cabeca.blogspot.com