quarta-feira, 5 de agosto de 2015

13.05.2015

Ele não trazia nada de novo. Nada de novo que ele apresentava era tão diferente de antes. Tudo era mais do mesmo. Só ele não percebia que ninguém se importava com isso. Apenas ele não via que ninguém era tão diferente assim.

Nenhum comentário: