quarta-feira, 28 de outubro de 2015

13.10.2015

Essas coisas todas
na sua frente
não são nada
se você não tocá-las

Essa sua inteireza toda
aos meus olhos
não é nada
se você não doá-la

domingo, 25 de outubro de 2015

25.10.2015

Freio às pressas
mas não a tempo
as razões que te dou
de fugir de mim
a todo instante

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Série "Aleatórias Inspirações" - 1/8*

Acende teus olhos escuros
e vem ver a revoada
de lágrimas felizes
que soltei por te ter
novamente


* Inspiração em: http://flores-na-cabeca.blogspot.com.br/2015/10/ele-e-o-passaro-dos-meus-dias.html. 21.10.2015.

domingo, 18 de outubro de 2015

18.10.2015

Chocam-se as ideias
entre as palavras
desordenadas
relutante
nasce na tela
outro poema
insignificante

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

27.09.2015

Produziu-se um ruído
entre meus olhos
e o teu sorriso

Hoje não vejo graça
no brilho dos teus caninos.

domingo, 11 de outubro de 2015

11.10.2015

É de cerveja o gosto que escorrega na garganta agora antes de deitar, certo de que seus pesadelos me acordarão daqui a pouco. É de calma que preciso e na sua ausência sei que você se angustia porque teme ser eu não o que você deseja. Sou, mesmo você não sabendo, mesmo não crendo. Sou, mas nem sempre. E quando você não está, sou sem você quase nada.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

domingo, 4 de outubro de 2015

Nós*

É do mínimo,
do sutil,
do micro
acumulado
e revolvido
continuamente
que
o significativo
surpreende
os sentidos


* 04.10.2015.