quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

09.01.2016

Reticenciei minhas palavras porque essa foi a única forma de dizer aquilo que ainda não sei. Joguei para adiante o pensamento incompleto que apresento, na esperança de vê-lo inteiro um dia, mesmo que eu não esteja mais lá. Sei que não gostam do que não se completa imediatamente. Lamento, porém eu mesmo sou totalidade esfarelada, continuamente reorganizada pela ansiedade que a vida e sua simultânea ausência derramam todo dia em mim.

2 comentários:

Simone Lima disse...

Eu diria que você anda colecionando rastros longe. Já é abril!!

Laisa Maria Ferreira disse...

Sou mais uma dessas pessoas desse nosso tempo que tem pressa.
Embora me encante fingir que não.
Sou mais uma dessas pessoas a quem o tempo espaçado dá agonia inomináveis.
Então tomo como minhas as palavras de Vinícios e te pergunto: por falar em saudade, onde anda você?

Um beijo doce,